A entrada na nuvem da Apple foi suave. Exatamente como esperávamos que fosse. Baixamos pelo iTunes a nova versão do sistema operacional do iPhone e do iPad, o IOS5, e não houve surpresas. Perdemos menos de meia hora na atualização. Ativamos as novas funções e, imediatamente, as sincronizações de dados entre todos os aparelhos passaram a ser automáticas e os novos documentos começaram a ser compartilhados no iCloud. Emails, contatos, calendários, lembretes, bookmarks (favoritos) do Safari, notas, aplicativos e fotos foram para a nuvem. Para quem tem uma conta na loja iTunes dos Estados Unidos, as compras de músicas são compartilhadas entre todos os dispositivos. Se você usa o iWork, o pacote de aplicações da Apple que inclui os programas Keynote, Pages e Numbers, os documentos gerados vão para a nuvem. A adesão ao serviço é grátis e, na largada, você ganha 5 GB de memória, sem contar o espaço dos downloads das músicas.

Ajustes do iCloud no iPhone

Tudo indica, inclusive nossos testes, que o iCloud funciona bem. O backup tem um primeiro efeito de segurança: seus arquivos ganham uma cópia automática sem você precisar apertar qualquer botão. Além disso, há a comodidade e a rapidez da sincronização, que permite que um projeto de edição de fotos, por exemplo, seja levado adiante simultaneamente em vários dispositivos. O que se chama de nuvem é um ambiente virtual sustentado nos servidores da Apple. Novos contatos e compromissos marcados na agenda do iPhone são soprados para lá.

Aplicativos comprados no iTunes aparecem no seu iPhone no momento em que você inicia o download no computador, por exemplo. E o compartilhamento das fotos, possibilitado por um recurso do IOS5 chamado Photo Stream, tem o impacto de uma mágica. Você tira uma foto e, se estiver conectado a uma rede wi-fi, ela passa diretamente para seus outros dispositivos. O iCloud armazenará só as mil fotos mais recentes (as mais antigas serão apagadas) e o compartilhamento só é possível na rede wi-fi.

iCloud no computador: Mac e PC

O iCloud é acessível a qualquer usuário que tenha dispositivos com o IOS5 e computadores Macintosh. Na última semana, a Apple disponibilizou três atualizações importantes para os usuários de Mac que querem aproveitar o potencial da nuvem: o OS X 10.7.2, o iPhoto 9.2 e o Lion Recovery Update. A maior novidade desses updates é, justamente, a ativação do iCloud. No Lion 10.7.2 também está incluso o Safari 5.1.1, que suporta o serviço de backup. A nuvem também pode ser alcançada em PCs com sistema operacional Vista ou Windows 7. Basta baixar um aplicativo chamado iCloud Control Panel. A pasta Minhas Imagens será usada para o compartilhamento de fotos e a sincronização de emails, contatos, calendários e dos bookmarks do Internet Explorer 9 ou do Safari pode ser feita no programa Outlook.

Os vídeos, por enquanto, estão fora da nuvem, assim como as músicas de sua biblioteca do iTunes que não foram compradas na loja da Apple. A empresa prepara o lançamento de um serviço chamado iTunes Match nos Estados Unidos, ao custo anual de US$ 24,99, que permitirá incluir no iCloud as músicas da biblioteca que estiverem no catálogo da loja. Não há informações sobre o lançamento desse serviço no Brasil. Mas isso é só um detalhe. O que deu para ver da nuvem da Apple até agora faz pensar que ela tem um futuro auspicioso. O que não falta no iCloud são recursos úteis para melhorar ainda mais sua experiência digital. (VV e DR)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: